Menu fechado

Nota de Repúdio da Aliança Nacional LGBTI+ pela vinculação da População LGBTI+ à prática de pedofilia

A Aliança Nacional LGBTI é uma organização da sociedade civil, pluripartidária, sem fins lucrativos, com representações nas 27 Unidades da Federação. Trabalha com a promoção e defesa dos direitos humanos e cidadania da comunidade LGBTI+, nos estados e municípios brasileiros através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. Dialoga e constrói ações comuns com pesquisadores, ativistas, dirigentes partidários, gestores públicos, redes, organizações governamentais, comunicadores, empresários e outras pessoas comprometidas com a promoção dos direitos e da cidadania LGBTI+.

Neste sentido, vem por intermédio desta manifestar seu total repúdio quanto às afirmações inverídicas que vem sendo veiculadas nas redes sociais no que se referem às siglas representativas do movimento LGBTI+.

Nos últimos dias uma polêmica vem sendo levantada nas redes sociais, em suas mais variadas vertentes, e com o apoio dos mais variados setores da sociedade (políticos e não políticos), baseada na afirmação de que a sigla representativa do movimento LGBTI+, agora teria agregada a seu conjunto de letras a letra P, como uma alusão a prática criminosa da pedofilia, conhecida por muitos por pessoas “pedosexuais”.

Visando trazer esclarecimento a todos e todas, a Aliança Nacional LGBTI+ reitera seu total repúdio a quaisquer práticas sexuais derivada do transtorno mental doentio de pessoas adultas que envolve crianças. A Aliança reafirma, ainda, seu papel no enfrentamento da exploração sexual infantil.

Esclarece ainda que em relação ao Brasil, não há quaisquer apoios dos movimentos ligados a esta Aliança e a outros movimentos parceiros e amigos, com relação à inclusão desta prática criminosa e absurda em sua sigla representativa ou em sua pauta de defesa. A ignorância leva, em verdade, a desconhecer a condição de pessoas “Pansexuais”, esta sim uma livre orientação sexual.

A Aliança Nacional LGBTI+ esclarece também que refuta veementemente toda e qualquer veiculação das chamadas “fake news”, haja visto que as mesmas sempre são prejudiciais a todas as pessoas que envolvem, e recomenda ainda que todas as notícias sobre questões LGBTI+ veiculadas por pessoas e organizações externas à comunidade LGBTI+, tenham sua veracidade consultada junto aos movimentos de representação existentes no país.

O fato de alguns movimentos de extrema direita não concordarem com a existência de pessoas LGBTI+ na sociedade, não abre precedentes para que sejam propagadas falsas afirmações que visam difamar e desmoralizar a comunidade LGBTI+ que há muito lutou e ainda luta para ter seus direitos garantidos em um mundo repleto de preconceitos, discriminações, estigmas e violências.

Lamentamos que para alguns que se dizem defensores da moral e dos bons costumes “a mentira seja muitas vezes tão involuntária como a respiração”. Por estas razões, a Aliança Nacional LGBTI+ vem a público declarar seu veemente repúdio às declarações contra toda uma coletividade, e informar a sociedade que está estudando os meios jurídicos para representar civil e criminalmente pessoas que atacam com afirmações ofensivas todo um trabalho em prol da justa igualdade na diversidade sexual e de gênero.

16 de julho de 2018

Toni Reis
Diretor Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Gregory R. Roque de Souza
Pastor. Coordenação Estadual da Aliança Nacional LGBTI+

Marcel Jeronymo L. Oliveira
Advogado
OAB/PB 15.285

Sobre a Aliança Nacional LGBTI+ – A Aliança Nacional LGBTI+ é uma organização da sociedade civil, pluripartidária, sem fins lucrativos, com representações nas 27 Unidades da Federação. Trabalha com a promoção e defesa dos direitos humanos e cidadania da comunidade LGBTI+, nos estados e municípios brasileiros através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. Dialoga e constrói ações comuns com pesquisadores, ativistas, dirigentes partidários, gestores públicos, redes, organizações governamentais, comunicadores, empresários e outras pessoas comprometidas com a promoção dos direitos e da cidadania LGBTI+. Mais informações disponíveis em: www.aliancalgbti.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *