Menu fechado

O Senado está legalizando o preconceito?

No domingo, dia 13 de janeiro, durante uma reportagem exibida no Fantástico, notou-se que no Senado não há uma sala com o número 24. A sala 23 é sucedida pela 25, conforme demonstrou o repórter.

Por conta do jogo do bicho, o número 24 é associado ao número do veado, e consequentemente, é uma alegoria pejorativa à homossexualidade.

A partir destas informações, foi levantado que desde 2013 a sala 24 não existe mais, tendo sido abolida sem explicações.

Segundo a Pesquisa Nacional sobre Estudantes LGBT e o Ambiente Escolar, 73% dos jovens entre 13 e 21 anos já sofreram discriminação por serem gays, lésbicas, bissexuais ou trans, nas escolas.

Esta chacota com o número 24 institucionaliza a discriminação no Senado, um espaço que deveria ser exemplo de combate ao preconceito.

Por esta razão, lançamos um abaixo-assinado pedindo pelo retorno da sala. #Volta24

Entregaremos o abaixo-assinado diretamente ao presidente do Senado, Eunício Oliveira.

Se você é pessoa física, assine por este formulário abaixo:

https://goo.gl/forms/0qVNKAwyD2r8iz6k2

Se você é uma instituição, entidade ou organização, assine por este formulário:

https://goo.gl/forms/6KZzlJkQX0QLNN8E2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *