Menu fechado

NOTA DE SOLIDARIEDADE À VEREADORA ELEITA DUDA SALABERT

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+

Nossa tão jovem democracia tem logrado êxito em conquistar avanços, em especial no que diga respeito às questões de representatividade. No entanto, tais avanços ainda têm provocado grande incômodo em setores conservadores da sociedade, revelando sentimentos dos mais baixos e vis que se possa conhecer.

Diversas pessoas ativistas e políticas do campo progressista vêm sendo ofendidas e ameaçadas, vendo sua própria liberdade e a de suas famílias postas em risco, e assim ocorreu com Duda Salabert (PDT), vereadora eleita mais votada da história da cidade de Belo Horizonte.

Vereadora mais votada de BH, Duda Salabert é ameaçada de morte | O TEMPO

De acordo com relatos da vereadora feitos em suas redes sociais, foram enviados e-mails para ela e para a escola onde a mesma trabalha como professora, com graves ofensas e ameaças tanto à sua integridade física quanto a outras mulheres e pessoas negras.

“Estou sofrendo ameaças de morte. Sim, desde que ganhei a eleição venho recebendo mensagens não apenas de ódio, mas também de ameaças”, escreveu. “E pior: o grupo odioso enviou esse mesmo e-mail para a escola em que trabalho e para os donos e para a direção da escola. É uma estratégia não só para me intimidar, como também para forçar que a escola me demita”

O conteúdo da mensagem recebida por Duda é chocante, nos fazendo refletir se existe segurança e proteção para aqueles que se atrevem a lutar contra um sistema machista, misógino, sexista e LGBTIfóbico, nos leva à conclusão clara e límpida de que há a necessidade da aplicabilidade prática e correta das decisões da mais alta corte de Justiça do país, o Supremo Tribunal Federal – STF. Vejam:

É clara a tentativa de intimidação dada a conquista dos espaços que o campo progressista segue obtendo no cenário político brasileiro, o que é com toda certeza intolerável.

A história de Duda é inspiradora para todos nós, nos dando a esperança de que apenas a resistência em defesa da dignidade da pessoa humana produzirá bons frutos, sendo assim, a Aliança Nacional LGBTI+ manifesta antes de tudo sua solidariedade à Duda e toda sua família, e se coloca à inteira disposição para prestar todo o apoio e suporte que se façam necessários.

O Brasil é o país que mais mata pessoas trans e travestis no mundo, sendo este fato ocorrido com uma Mulher Trans eleita para um cargo público mais um dos motivadores para que os órgãos responsáveis existentes em nossa nação procedam uma investigação célere, profunda e urgente a fim de que tal fato não caia mais uma vez no esquecimento das estatísticas. Não podemos mais permitir que aqueles que defendem o Estado democrático de direito, a igualdade, a inclusão, os direitos humanos de maneira integral, sejam os atacados e não recebam o amparo, apoio e proteção necessários.

A história se encarregará de mostrar quem foram aqueles que se mantiveram leais na luta contra os retrocessos que tentam se erguer em nossa sociedade.

04 de dezembro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *