Menu fechado

NOTA DE SOLIDARIEDADE À COVEREADORA CAROLINA IARA

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+

A Aliança Nacional LGBTI+ vem a público manifestar solidariedade à covereadora Carolina Iara da Bancada Feminista do PSOL na Câmara Municipal de São Paulo, onde exerce o mandato juntamente com Silvia Ferraro, Paula Nunes, Dafne Sena e Natália Chaves, eleitas com 46.267 votos na última eleição, a sétima maior votação da cidade de São Paulo.

Carolina Iara se apresenta como mulher preta, travesti, intersexo, positiHIVa. É mestranda em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC, pesquisa sobre empregabilidade de pessoas negras que vivem com HIV. Atua como militante do Coletivo Loka de Efavirenz da Rede Jovens São Paulo Positivo (RJSP+) e da Associação Brasileira Intersexo (ABRAI).

Na madrugada desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, foram disparados dois tiros contra sua residência, supostamente disparados por um carro branco, com vidros escuros, conforme mostram câmeras de segurança próximas à sua casa, sem que houvesse feridos, felizmente.

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/01/27/casa-de-covereadora-negra-e-travesti-e-alvo-de-tiros-em-sp-diz-bancada-feminista-do-psol.ghtml

Há que se considerar que no dia 29 de janeiro se comemora o Dia da Visibilidade de Travestis e Transexuais, o que torna o fato ainda mais grave, sendo uma clara tentativa de, no mínimo, intimidação a uma legítima representante desta parcela da população na Câmara Municipal da maior cidade do país.

Tais ações apenas confirmam a tese de haver em curso uma tentativa de silenciar aqueles que se atrevem levantar para enfrentar o sistema machista, misógino e LGBTIfóbico, além de se tratar de um grave atentado à democracia e ao avanço da diversidade, um dos valores mais importantes da sociedade moderna.

Esperamos que as investigações sejam rápidas, rigorosas e eficazes para que os agressores sejam encontrados e devidamente punidos.

A representação da Aliança Nacional LGBTI+ no Estado de São Paulo acompanhará de perto o deslinde de referida investigação, bem como espera que a Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Paulo se empenhe junto as autoridades competentes para o rigor de referida investigação e com a tomada de medidas necessárias para, se for o caso, a segurança da referida coparlamentar.

Resistência sempre!

28 de janeiro de 2021 – véspera do Dia da Visibilidade Trans

Toni Reis
Diretor Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Rafaelly Wiest
Diretora Administrativa da Aliança Nacional LGBTI+

Gregory Rodrigues Roque de Souza
Coordenador de Comunicação da Aliança Nacional LGBTI+
Coordenador Estadual da Aliança Nacional LGBTI+ em MG

Amanda Souto
Colaboradora de Advocacy
Colaboradora Jurídica

Heloisa Alves
Coordenadora Titular Representação da Aliança Nacional LGBTI+ no Estado de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *