Menu fechado

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+ DE CONGRATULAÇÕES PELO DIA 14 DE JULHO DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO E VISIBILIDADE NÃO-BINÁRIA

O Dia Internacional do Orgulho e Visibilidade Não-Binária, 14 de julho, foi escolhido pela própria comunidade e entrou em vigor a partir do ano de 2012. Esta data surge entre os Dias Internacionais da Mulher e o do Homem e foi propagada por meio de mídias digitais. Este dia possibilita a autoafirmação das diversas identidades de gêneros fora da normatividade social binária entre os gêneros feminino e masculino.

Culturalmente as pessoas são designadas homens e mulheres ao nascer, o autorreconhecimento das identidades transgêneras se dá pela autopercepção das pessoas que se reconhecem no gênero oposto ao designado. Essas pessoas são pessoas transgêneras binárias. Sobretudo uma parcela desta população não se reconhece, como homem, como mulher, são as pessoas de identidades de gêneros não-binários.

Não-binário de gênero é um termo guarda-chuva indicador para afirmar que uma pessoa não se identifica com os gêneros feminino e masculino em parcialidade ou totalidade, fluidez, ambiguidade, neutralidade ou até mesmo uma ausência total entre os gêneros. Legitimar a existência do sujeito político onde o sexo biológico e os gêneros binários são marcadores identitários não é uma tarefa fácil. Deslegitimar pessoas não binárias é aniquilar sua existência.

Diversas instituições estão inserindo pessoas não-binárias de diversos segmentos sociais a fim de dialogar acerca do reconhecimento identitário dos gêneros não-binários em documentos oficiais no Brasil. Não podemos fazer um apagamento histórico. Mesmo que muitas pessoas desconheçam a existência de pessoas não-binárias, dados antropológicos confirmam a existência de pessoas não-binárias. Deslegitimar pessoas não binárias é aniquilar suas existências.

Em meio à pandemia mundial de COVID-19, no Dia 14 de Julho de 2020 acontece um marco histórico no Brasil. A 1ª Semana Nacional do Orgulho e Visibilidade Não-Binária, uma idealização de Lírio Negro com realização da Coordenação da Área Não Binária da Aliança Nacional LGBTI+ e Afiliades é uma proposta de resistência, resiliência, consientização, sensibilização social e de amor.

A Aliança Nacional LGBTI+ deseja a todas as pessoas não-binárias um feliz 14 de Julho dia Internacional do Orgulho Não-binárie.

“Stonewall contemporâneo somos nós pela luta e pelo reconhecimento igualitário entre os gêneros, enquanto o Brasil não reconhecer os gêneros não-binários, não será um Estado democrático de direito, o não reconhecimento civil destas identidades fere o artigo 5º da Constituição Federal”.

14 de julho 2020

Toni Reis
Diretor-Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Lírio Negro
Coordenador Titular da Área Não-Binária da Aliança Nacional LGBTI+
Coordenador Adjunto da Aliança Nacional LGBTI no Estado de Alagoas
Coordenador do Coletivo O “Quê” do Movimento MCZ/AL.

Pr. Gregory Rodrigues Roque de Souza
Coordenador Estadual da Aliança Nacional LGBTI+ em MG
Coordenador Nacional de Notas e Moções da Aliança Nacional LGBTI+

#

Sobre a Aliança Nacional LGBTI+ – A Aliança Nacional LGBTI+ é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, com representação em todas as 27 Unidades da Federação e representações em mais de 150 municípios brasileiros. Possui 47 áreas temáticas e específicas de discussão e atuação. Tem com missão a promoção e defesa dos direitos humanos e da cidadania da comunidade brasileira de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais (LGBTI+) através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. A Aliança é colaboradora do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+. É pluripartidária e atualmente tem mais de 1000 pessoas físicas afiliadas. Destas, 47% são afiliadas a partidos políticos, com representação de 27 dos 33 partidos atualmente existentes no Brasil. http://aliancalgbti.org.br/ Conheça a Central de Denúncias LGBTI+ https://bit.ly/2vRiXyr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *