Menu fechado

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+ DE PESAR PELO FALECIMENTO DE FERNANDA CALDERARO

É com muito pesar que comunicamos o falecimento da ativista e pesquisadora lésbica Fernanda Calderaro na manhã desta terça feira (11/08) vítima da COVID-19.

Fernanda tinha 41 anos, nasceu em Jacareí, interior de São Paulo. Ativista Lésbica, Fernanda fez parte do Grupo Transas do Corpo de Goiânia iniciando sua trajetória na militância LGBTQIA+.

Era Mestre em Psicologia Social pela PUC-SP e pesquisadora em saúde lésbica, defendendo sua dissertação em 2011 com o tema Políticas de Saúde voltadas às lésbicas: um estudo sobre as possibilidades de reverter um quadro histórico de invisibilidade.

Fernanda era conhecida pela sua sensibilidade, escuta afetiva e seu sorriso acolhedor. Com seu trabalho ficou conhecida nacionalmente no movimento de lésbicas e bissexuais, sempre pragmática e propositiva ajudou a construir nossa história, o direito à saúde e à visibilidade lésbica.

Em 2011, Fernanda se mudou para Brasília e como Consultora na então SDH/PR ajudou a estruturar o Conselho Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT/CNCD-LGBT, depois foi também consultora da Coordenação Nacional do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, sendo fundamental na reformulação do programa e na produção de dados sobre ativistas ameaçados, razão pelo qual foi convidada a assumir a Coordenação Geral do Programa Nacional de 2014 a 2016 e também na Coordenação do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos no Ceará.
Sempre envolvida na defesa e promoção dos direitos humanos, Fernanda se destacou na construção de políticas públicas de controle e participação social de direitos humanos de LGBTI+.

Nós da Aliança Nacional LGBTI+ sentimos muito sua partida e nos solidarizamos com sua família, amigues e sua namorada. Não deixaremos a Fernanda ser mais um número nos mais de 100 mil mortos e reverenciamos sua memória, sua contribuição ao país e à sociedade. Fernanda, presente!

11 de agosto de 2020

Irina Bacci
Diretora de Direitos Humanos da Aliança Nacional LGBTI+

Toni Reis
Diretor Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *