Menu fechado

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DA CANTORA, ATRIZ E ATIVISTA JANE DI CASTRO

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+

É com grande dor em nossos corações que recebemos a notícia do falecimento da atriz, cantora e ativista pelos Direitos LGBTI+ Jane Di Castro.

https://f5.folha.uol.com.br/celebridades/2020/10/jane-di-castro-da-novela-a-forca-do-querer-morre-apos-luta-contra-o-cancer-no-rio.shtml#:~:text=A%20atriz%20Jane%20di%20Castro,de%20Nonato%20(Silvero%20Pereira).

A Atriz, de 73 anos, faleceu nesta sexta feira 23 de outubro de 2020, no hospital Ipanema, em decorrência de um câncer no fígado, contra o qual vinha lutando.

Ousada, irreverente, talentosa e sempre corajosa, Jane Di Castro tornou-se um símbolo e referência na comunidade LGBTI+, sobretudo por sua luta árdua luta contra o preconceito. A atriz se tornou estrela nos palcos cariocas em 1966, tendo participado seu primeiro espetáculo, o “Les girls em Op Art”, apresentado no Teatro Dulcina, o primeiro espetáculo com homens vestidos de mulheres autorizado pela censura. Jane se apresentou em vários palcos, levando sua brilhante interpretação e mensagem para várias partes do mundo.

Jane, nascida e criada em Oswaldo Cruz, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, teve de enfrentar desde muito jovem as dores do preconceito por ser uma mulher trans, mas o enfrentou com maestria tornando-se referência na cena artística brasileira, estrelando inclusive uma das novelas de Glória Peres, a “Força do Querer”.

Ela fez grande sucesso ao lado de Rogéria, Divina Valéria, Camille K, Eloína dos Leopardos, Marquesa, Brigitte de Búzios e Fujika de Halliday, atuando no espetáculo de drags “Divinas Divas”, por dez anos, no Teatro Rival, espetáculo este que deu nome ao documentário dirigido por Leandra Leal, lançado em 2016.

Jane manteve uma união estável por mais de 50 anos com Otávio Bonfim, que morreu em 2018. Em 2014, após a decisão do Supremo Tribunal Federal de 2011, o casal decidiu formalizar o casamento, depois de 47 anos vivendo juntos, em uma cerimônia de um casamento coletivo que reuniu 160 casais LGBTI+ no Rio de Janeiro, onde ela presenteou os casais com sua poderosa interpretação musical.

A cantora e atriz também era ativista e integrante do Conselho Consultivo e Administrativo do Grupo Arco-Iris de Cidadania LGBTI+, do Rio de Janeiro. Também se notabilizou no ativismo carioca e depois nacional como a cantora oficial da Parada do Orgulho LGBTI-Rio, que desde a primeira manifestação realizada em 1995 se tornou a principal personalidade do evento.

Jane Di Castro jamais se entregou à doença contra a qual lutava, mantendo-se sempre ativa, até mesmo em suas redes sociais, relembrando seus brilhantes trabalhos, iluminando um pouco mais estes dias sombrios que todos enfrentamos. Jane nos presenteou com a sua voz cantando o Hino Nacional Brasileiro, no dia 28 de Junho, Dia Mundial do Orgulho LGBTI+, durante a Live Parada Online do Orgulho LGBTI+ Brasil, realizada por nossa entidade e o Grupo Arco-Iris, Associação da Parada LGBT de São Paulo, Instituto Transformar, Rede Gay do Brasil, União Nacional LGBT, Associação Brasileira de Família Trans Homoafetivas, Grupo Dignidade, entre outras entidade.

A Aliança Nacional LGBTI+ manifesta assim seu mais profundo pesar, desejando a todos os amigos, parentes e a toda comunidade LGBTI Carioca nossos mais profundos sentimentos, ansiando que este momento possa ser superado e que a Jane Di Castro siga sendo para nós uma grande inspiração para seguir na luta pela cidadania e em defesa da cultura e das artes.

Onde quer que esteja, querida Jane, receba nosso carinho, nosso amor, nossa luta segue com menos brilho com sua partida.

Descanse em paz bela estrela!
23 de outubro de 2020

Aliança Nacional LGBTI+

Toni Reis
Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Patrícia Mannaro
Secretária Geral da Aliança Nacional LGBTI+

Rafaelly Wiest
Diretora Administrativa da Aliança Nacional LGBTI+

Cláudio Nascimento
Diretor de Políticas Públicas da Aliança Nacional LGBTI+

Alessandra Ramos
Coordenadora de Pessoas Trans da Aliança Nacional LGBTI+

Gregory Rodrigues Roque de Souza
Coordenador Nacional de Notas e Moções da Aliança Nacional LGBTI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *