Menu fechado

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+ DE PARABENIZAÇÃO AO VEREADOR BRUNO HORWATITSCH CUNHA PELA POSSE COMO PRESIDENTE INTERINO DA CÂMARA MUNICIPAL DE BLUMENAU-SC

A comunidade LGBTI+ vem ganhando espaço em nossa sociedade de maneira marcante. Neste momento foi a vez da cidade de Blumenau, a terceira cidade mais populosa do estado de Santa Catarina, onde o vereador Bruno Horwatitsch Cunha (Cidadania), assumiu interinamente a presidência da Câmara de Vereadores da cidade.

https://www.guiagayfloripa.com.br/noticias/cidadania/gay-bruno-cunha-torna-se-presidente-do-legislativo-de-blumenau

Bruno é um jovem advogado e gay assumido, de 33 anos, fora eleito em 2016 como o vereador mais jovem e o mais votado da cidade com 4.829 votos, e tomou posse temporariamente devido ao afastamento por licença de saúde do companheiro de parlamento, Marcelo Lazarin (Podemos). Em seu discurso de posse, Bruno faz afirmações contundentes que dão o tom de como será sua gestão enquanto estiver à frente na condução da casa legislativa do município: “Nós não vamos de forma alguma tratar as questões com picuinha, tudo o que for importante para a cidade estaremos abertos para o diálogo, mas é necessário para o diálogo seja feito[…] Na verdade essa situação (de impedir o diálogo) isso nós não vamos admitir. […] E passar por cima tratorando as coisas por cima de mim na presidência não vai acontecer. Vão ter que esperar duas semanas para voltar para tratorar as coisas aqui, porque eu tenho posição”

O vereador faz do seu discurso um tapa de luva naqueles que acreditam que a sexualidade diferente daquela considerada como tradicional pela ala conservadora da sociedade é um impeditivo para o exercício honrado e coerente de um cargo de relevância. “Porque por mais que nós possamos ter características diferentes, eu quero deixar um seguinte recado hombridade não tem a ver com a sexualidade, tem a ver com caráter e eu tenho.” A fala de Bruno despertou intervenções amigáveis durante seu discurso, e fez com que um clima de união e concordância superasse qualquer divergência relacionada ao conceito de oposição e situação que pudesse haver no parlamento municipal.

Veja abaixo a nota na íntegra. Publicada em 12/06/2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *