Menu fechado

NOTA OFICIAL DA ALIANÇA NACIONAL LGBTI+DE REPÚDIO E PEDIDO DE RETRATAÇÃO AO TÉCNICO ITAMAR SCHÜLLE

Em meio a uma pandemia de grandes proporções, onde tudo está parado ou funcionando com restrições, com ações sendo feitas à distancia para tentar evitar o maior contato social possível, estamos vendo varias atividades esportivas sem seus públicos, sem ter os gritos de suas torcidas.

Recebemos a notícia que o técnico Itamar Schülle, do Santa Cruz de Pernambuco, concedeu entrevista pré-jogo à assessoria de imprensa na passada sexta feira, 21 de agosto do corrente ano, onde fez diversas críticas a um profissional da imprensa, sem revelar o nome do jornalista, reproduziu uma fala homofóbica, citando uma situação com o meio-campista Jeremias.

https://www.pe.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/santa-cruz/2020/08/21/noticia_santa_cruz,61328/itamar-tece-criticas-no-santa-cruz-e-nega-atrito-com-jeremias-falta.shtml

Aqui relatamos o áudio que recebemos bem como sua transcrição:

“Como foi aqui no jogo, essa mesma pessoa disse que eu não gosto de Jeremias. Jeremias pediu a mim para sair, porque não estava mais em condição de ajudar a equipe. É um profissional, que viu que não poderia mais contribuir com a equipe e pediu para sair. Nos últimos jogos, eu comecei jogando com Jeremias, então quer dizer…essa pessoa levanta coisas que são infundadas, são mentiras. Mas é claro, ele fica com o microfone na mão, fala o que quer e eu só tenho uma vez aqui para dizer que é mentira o que essa pessoa fala, porque Jeremias é meu amigo”.
“Aliás, a minha pergunta para essa mesma pessoa: quando foi que Jeremias jogou de titular no Santa Cruz e teve continuidade sem ser comigo? Não teve. Gosto muito desse jogador. Aliás, antes do jogo do Botafogo/PB, queriam que eu o mandasse embora. Ele fez dois gols e mudou para “o mito”. Eu me lembro de quando botava Jeremias: ‘Itamar tem alguma coisa com Jeremias’. Como é que eu vou ter alguma coisa com Jeremias? Só falta alguém achar que eu sou veado, gay. Eu botei Jeremias, porque eu achava que ele deveria jogar. Mas era criticado. Ele fez dois gols, agora é o contrário. A gente fica chateado com coisas que não são verdades”, palavras do tecnico Itamar Schülle.

É preciso assim esclarecer que o fato de uma pessoa ser LGBTI+ não carrega consigo nenhum demérito a quem quer que seja, independentemente de ser um profissional do jornalismo que atue em uma categoria voltada ao esporte. A orientação sexual de um ser humano não é inerente à sua capacidade de exercer esta ou aquela profissão.

Diante de tais fatos, se faz mister esclarecer que o Supremo Tribunal Federal (STF) , a mais alta corte de justiça do país, determinou que a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero passe a ser considerada como crime e que tal conduta passe a ser punida pela Lei de Racismo (7716/89), que hoje prevê punição aos crimes de discriminação ou preconceito por “raça, cor, etnia, religião e procedência nacional”.

Salienta-se assim que os crimes de racismo são crimes inafiançáveis e imprescritíveis segundo o texto constitucional e podem ser punidos com um a cinco anos de prisão e, em alguns casos, multa.

Neste sentido, a Aliança Nacional LGBTI+ manifesta seu profundo repúdio à atitude do referido técnico, convocando o mesmo para conhecer um pouco mais da comunidade LGBTI+, compreendendo a realidade de quem somos, e assim o mesmo possa se posicionar publicamente com um pedido de desculpas.

Não há lugar em nossa sociedade para tolerância com intolerantes, sendo necessário que todos os órgãos reguladores dos esportes nacionais tomem para si a responsabilidade da promoção das capacitações que se façam necessárias a todos os profissionais atuantes, a fim de que haja redução e erradicação de atitudes LGBTIfóbicas como esta narrada supra.

26 de agosto de 2020

Toni Reis
Diretor Presidente da Aliança Nacional LGBTI+

Pr. Gregory Rodrigues Roque de Souza
Coordenador Estadual da Aliança Nacional LGBTI+ em MG
Coordenador Nacional de Notas e Moções da Aliança Nacional LGBTI+

Robson Lourenço da Silva
Coordenação ajunta de Comunicação da Aliança Nacional LGBTI+
Coordenação Adjunta da Aliança Nacional LGBTI+ em Pernambuco.

Onã Rudá
Coordenador da Área de Esportes da Aliança Nacional LGBTI+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *